Brasil está na lista dos países em que assassinatos de jornalistas ficam impunes

20110410092950
Divulgado na última terça-feira, 17, o levantamento do site Committee to Protect Journalists (CPJ) coloca o Brasil na 11º posição do ranking das nações em que os assassinatos de jornalistas mais ficaram impunes. O órgão elaborou o “Índice da Impunidade”, no qual coloca o País nesta posição e relata cinco mortes de jornalistas brasileiros ocorridas nos últimos dez anos e que não resultaram em nenhuma condenação.

O CPG destacou alguns homicídios ocorridos em 2011 e que não foram solucionados. Um dos casos citados é o de Edinaldo Filgueira, editor do jornal O Serrano, de Natal, que morreu após ser atingido por seis tiros.

O radialista e apresentador do programa policial ‘Ação e Cidadania’, transmitido no Recife, Luciano Leitão Pedrosa (foto), também morto a tiros, foi outro caso citado pelo órgão internacional.

No total, a pesquisa do CPJ demonstra que cinco assassinatos de jornalistas brasileiros permaneceram sem solução na última década.  O site fez um levantamento em todos os países do mundo. Por Priscila Fonseca

Impunidade significa falta de justiça.

Impunidade significa cumplicidade da polícia.

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s