Precatório de R$ 3 bilhões no Estado de São Paulo. Estão nessa Serra, Alkmin, a justiça e os Abdalla

OS JORNAIS NÃO FALAM NADA. PRINCIPALMENTE O ESTADÃO, FOLHA DE S. PAULO, CORREIO BRAZILIESE E GLOBO

ISSO DAVA UMA CPI PARA MORALIZAR A JUSTIÇA E MOSTRAR QUE O RESTO DOS PRECATÓRIOS É PINTO

por Carlos Newton

É ISSO MESMO. UM PRECATÓRIO DE TRÊS BILHÕES DE REAIS – DO PARQUE VILLA LOBOS – PROVOCA UM IMENSO ROMBO NAS FINANÇAS DE SÃO PAULO. É O MAIOR ESCÂNDALO DA HISTÓRIA DO ESTADO. QUEM AJUDOU A DESVENDAR OS MISTÉRIOS DESSE PAGAMENTO BILIONÁRIO FOI O DEPUTADO ESTADUAL ANTONIO MENTOR, POR MEIO DE REQUERIMENTOS DE INFORMAÇÃO ENCAMINHADOS À SECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO, ASSIM COMO O EX-DEPUTADO E RADIALISTA AFANÁSIO JAZADJI, QUE AJUIZOU AÇÃO POPULAR PARA RESSARCIR O ESTADO DOS PREJUÍZOS SOFRIDOS. a TRIBUNA DA INTERNET FOI O ÚNICO VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO QUE TRATOU DA RUMOROSA QUESTÃO, REPERCUTIDA COM DESTAQUE PELO SITE CONSULTOR JURÍDICO.

Em síntese, inacreditavelmente, a Fazenda Pública do Estado mais rico e desenvolvido do país, pagou R$ 700 milhões a mais aos ex-proprietários de uma área desapropriada em 1988, onde hoje se localiza o Parque Villa Lobos. Esse precatório, o maior da história de São Paulo, custou cerca de R$ 3 bilhões ao cofres públicos, incluindo os juros indevidos e calculados equivocadamente pela própria Procuradoria Geral do Estado de São Paulo.

Esses pagamentos milionários foram feitos à S/A Central de Imóveis e Construções, de José João Abdalla Filho e Antonio João Abdalla Filho, em dez parcelas anuais, nas administrações de Geraldo Alckmin e José Serra, entre 2002 e 2009. A Ação Popular proposta pelo ex-deputado Afanasio Jazadji, por meio do escritório de Luiz Nogueira Advogados Associados, denunciando esses pagamentos ilegais e lesivos às finanças do Estado de São Paulo, foi julgada extinta há 4 meses pela juíza Alexandra Fuchs de Araújo, da 6ª. Vara da Fazenda Pública, que, entre 2006 e 2010, também atuou na Vara das Execuções Contra a Fazenda Pública, ocasião em que pôde, dentro de sua competência, liberar diversas parcelas desse precatório bilionário. Leia mais

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s