Precatório no Brasil rende mais que o tráfico de drogas, de armas, de mulheres, de moedas, de órgãos

Veja uma transa, denunciada hoje: no triângulo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte,  Henasa Empreendimentos Turísticos e Prefeitura de Natal, uma dívida de R$ 17.814,652,76 passou a valer R$ 191,22 milhões.

Fui professor de Turismo, e fico matutando: que empreendimentos turísticos? Sei que a máfia dos precatórios entrou nessa, digo, desembargadores do Rio Grande do Norte. Esse dinheiro beneficiou, direta ou indiretamente, a Máfia do Frio, formada por bandidos internacionais?

Entre os empreendimentos, apareceu um hotel, construído em sociedade com a Prefeitura. Um puta hotel! Um castelo no ar, que nunca foi concluído. A Prefeitura mandou implodir o motel com a dinheirama. Quem sãos os donos desse puteiro? Falo de pessoas físicas. Essa grana foi dividida entre quadrilheiros. Faltam os nomes de todos os bandidos.

A Máfia do Frio comanda a noite em Natal. A noite escura, cheia de fantasmas, de drogados, de traficantes de mulheres, de drogas, de moedas, de bandidos estrangeiros. Da Noruega. Da Tanzânia. Da Espanha.

O Brasil acaba com a corrupção dos precatórios ou os precatórios acabam com o Brasil

Os governos Federal, estaduais e municipais quantos bilhões devem? Numa soma do Conselho Nacional de Justiça, em agosto de 2011: 85 bilhões.

São Paulo deve R$ 22,579 bilhões.

O segundo maior devedor seria o Estado do Paraná, com uma dívida de R$ 10,222 bilhões em precatórios. Em seguida, o Espírito Santo, com R$ 10,2 bilhões.

Em quarto lugar, Rio Grande do Sul, com R$ 8,530 bilhões, seguido por Rio de Janeiro (R$ 5,683 bilhões). O Estado de Santa Catarina deve R$ 1 bilhão em 6.229 processos de precatórios.

Estes são os dados coletados pelo CNJ. Mas são somas que não batem com a realidade. O Distrito Federal possui uma dívida de R$ 5,5 bilhões, e uma fila de mais de 24 mil credores. Quem são as vítimas e os felizardos?
Para o presidente da Comissão Especial de Credores Públicos do Conselho Federal da OAB, Flávio Brando, falta saber “quem são os credores e quanto eles têm a receber”.
Entenda o que é precatório.
Sobra corrupção na jogada. É como entrar na fila de transplante de órgãos. Quem é rico, e esperto, não espera…

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s