Ex-bancário português limpou contas bancárias antes de matar mulher, filha e neta

Francisco Esperança esvaziou as contas bancárias da família antes de matar a mulher, a filha e uma neta de quatro anos à catanada, dentro de casa, em Beja, deixando um cenário de horror. Ninguém se apercebeu de nada e as vítimas podem ter sido drogadas.

Francisco Esperança, ex-bancário, 56 anos, terá já confessado a autoria do triplo homicídio.

Os corpos mutilados da mulher, Benvinda (53 anos), da filha, Cláudia (28 anos) e da neta, Mariana (quatro anos), foram descobertos na noite de segunda-feira, depois de o homicida se ter entregue às autoridades. Tinha recebido a Polícia a tiro e só se rendeu ao fim de três horas. Num dos quartos, na cama de casal, estava Benvinda e no outro, abraçadas, estavam Cláudia e Mariana.

Benvinda com a neta, Mariana, num passeio de família
Benvinda com a neta, Mariana, num passeio de família
Cláudia estava abraçada à filha
Cláudia estava abraçada à filha

Ex-presidiário por causa de um desfalque no banco onde trabalhou, dado a problemas com o álcool nos últimos tempos e endividado ao ponto de colocar a casa à venda, segundo quem o conhecia ,”não servem de explicação” para a população de Beja, “incrédula” com o “horrendo crime”. Mas as movimentações do dinheiro indiciam que os problemas financeiros podem ter sido o gatilho para a saga homicida.

Sexo proibido

A polícia investiga passado de abusos sexuais

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s