Judiciário. Greve inadmissível. Juiz ganha piso de 21 mil reais

por Carlos Chagas

 

Juízes do Trabalho e juízes federais fizeram greve de 24 horas, em sinal de protesto por seus ditos baixos vencimentos. Começa que não é bem assim, pois o piso inicial de suas carreiras é de

21 mil reais por mês.

Depois, porque rejeitaram a expressão “greve”, trocando-a por paralisação. Em 18 estados os funcionários do Judiciário estão paralisados. Convenhamos, é demais. Certas carreiras, entre elas as chamadas “de estado” deveriam ser proibidas de fazer greve. Desde 1988 que o Congresso empurra com a barriga a regulamentação das greves no serviço público, certamente para não desagradar categorias especiais. Por conta disso as polícias civis estaduais vivem em greve. A moda vem pegando entre os magistrados e se não houver uma decisão do Legislativo, estarão as instituições em frangalhos. Só falta mesmo deputados e senadores declararem-se em greve. Ou será que já não estão?

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s