O novo desconhece o termo indignado. O movimento tem que mudar de nome

 

Em um país de analfabetos não pode existir um movimento com o nome de indignados.
O povo desconhece a palavra.
Também não sabe o que é abespinhar-se, agastar-se, exacerba-se, exasperar-se, agastar-se, embravecer.

O povo sabe bem o que é aborrecer-se, desgostar, impacientar-se, irar-se, magoar-se, zangar-se.
O movimento tivesse o nome “pega ladrão”, certamente juntaria mais gente. O povo podia não acreditar no apelo “rico na cadeia”, mas bem que gostaria de ver.

Movimento dos sacaneados, dos roubados, dos pendurados, dos enganados, dos injustiçados. São termos conhecidos e mais verdadeiros para um movimento contra os corruptos no Brasil. Nada de eufeumismos tipo crime de colarinho branco. Ladrão é ladrão. Bandido é bandido.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s