Justiça desconhece o certo

Os principais males que afetam a justiça são a morosidade na resolução dos processos e a credibilidade. E aquilo a que temos assistido não contribui para a credibilização e dignificação da justiça. Isso acontece em Portugal. Acontece no Brasil.

JUSTICA DOS DESENGANOS

por Fernando Jorge, Presidente do Sindicato dos Funcionários Judiciais de Portugal

De fato, são vários os casos de suposta corrupção, negócios ilícitos e outros crimes, cujos responsáveis já toda a gente sabe quem são mas que se arrastam nos tribunais, raramente chegam a julgamento e, quando acontece, quase todos são absolvidos, ou então os crimes prescreveram. Exemplos? Freeport, Face Oculta, BPN, Submarinos, Portucale…

E para cúmulo do descrédito, quando se prende alguém importante… é por engano!

É certo que a legislação que temos, feita pelos políticos, propicia a estas situações. Mas não será altura de a classe judicial – Juízes, Procuradores, Advogados, Solicitadores e Oficiais de Justiça – assumir propostas concretas e empenhar-se na defesa de uma nova legislação que permita efetivamente punir quem deve e que contribua para o prestígio e credibilização da Justiça? Isso é certamente mais importante do que certas “guerrinhas” corporativas que descredibilizam ainda mais a Justiça e disfarçam as incompetências do poder político. (Publicado no Correio da Manhã)

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s