O Brasil quer “justiça e ética” no judiciário, no executivo e no legislativo

O Brasil quer “justiça e ética”, sim!
A justiça contra a corrupção principia na Justiça.
Que a limpeza comece no judiciário do Rio Grande do Norte. Onde imperam o nepotismo, o absolutismo, o engavetamento de processos, os despachos de pai de santo, a negação do que seja do interesse público, e o descaso do procurador da primeira vara de Natal “Paraíso do Crime”. Onde uma falsária, Christine Epaud, de duvidosa identidade, que responde por processo de falência noutros estados, monta, com dinheiro encoberto, cinco empresas com um mesmo endereço, e associada com criminosos estrangeiros, ex-presidiários e foragidos da justiça.
O Brasil quer Justiça Justiça.
Da Justiça Justiça depende o surgimento de um Brasil da claridade, da transparência, das autoridades com mãos limpas. Sem segredo eterno. Sem foro especial. O Brasil precisa, sim, sair da escuridão.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s