Por que o governador treme?

Toda notícia no condicional é mentirosa.
Não se faz jornalismo com teria. Nem histeria.

 

Que esconde o governador Tarso, para ter medo dos hackers?

Os piratas da internet buscam o quê?

 

A Cerasa e o SPC possuem os dados da maioria dos brasileiros. A imprensa até aplaude essa invasão da privacidade.

As empresas do governador Tarso devem usar os serviços da Gestapo Cerasa, SPC e outros sistemas de espionagem.

 

Os hackers podem invadir meu computador.

O ruim é quando os hackers são espiões doutras nações. Que os satélites artificiais, que estão no céu do Brasil, servem para isso. Espiar. Ver de perto nossas riquezas desnacionalizadas. Doadas. O Brasil é o país das concessões. Dos leilões das estatais. Da Amazônia devastada pelo tráfico de madeira. Pelos latifúndios da lavoura de exportação. Pelas mineradoras. É o país colônia internacional.

 

 

 

As filhas da rua e do tráfico

Esta é a típica notícia me engana que eu gosto.
O erro não é de tabuada. Que a empresa sabe bem fazer as contas do faturamento da chamada publicidade legal. Mais do que legal. São bilhões.
Que no Brasil, apenas no tráfico do sexo, temos mais de 250 mil crianças. E para exercer essa profissão só tomando droga. Entorpecendo o corpo. Que as meninas prostitutas possuem vagina pequena e estreita. É uma jornada de oito a dez relações sexuais. Isso todo dia profano. E dia santo também.

Existem outros tráficos. O das babás da classe média. O soldado infantil. O tráfico de órgãos. Crianças adotadas para diferentes serventias.

Estas crianças são ameaçadas pela justiça. Juizado de menores é uma piada.

Estas crianças são ameaçadas pelos governos federal, estaduais e municipais. Não oferecem escolas. Não constroem centros sociais. Nem abrigos. Nem creches. O dinheiro é para pagar a dívida e implodir estádios de futebol para erguer Coliseus.

Estas crianças são ameaçadas pela crueldade de um sistema super individualista, elitistas, corrupto, demoníaco.

Crianças filhas da rua, ou que moram em locais de risco, em mocambos, cortiços. Crianças tratadas como bichos sem valia. Aquele ladrão, que foi governador quatro vezes de Brasília, comprou uma bezerra por quantos milhões, doados pelo governo, via o dono assassino de uma empresa de ônibus, que foi incorporada a uma companhia aérea?

Estas crianças são ameaçadas pela polícia. Que espanca, que prende, que estupra.

Estas crianças são ameaçadas por uma imprensa que esconde a verdade, que faz campanha pelo congelamento do salário mínimo, que é contra a esmola do bolsa família.

São crianças abandonadas, rejeitadas, perseguidas, discriminadas, ameaçadas, enganadas pelo executivo, pelo judiciário, pelo legislativo, pelas igrejas, e que, perdidas, encontram no tráfico a única proteção possível.

Brasil, “colônia internacional”

Os piratas começaram aparecer no Século XVI. E nunca pararam de atacar o Brasil.

No governo de Fernando Henrique, transformaram o Brasil em uma “colônia universal”.

Fernando Henrique entregou, em leilões fajutos e/ou concessões imorais, minas, mineradoras, poços de petróleo e gás, e terras e mais terras – os latifúndios de soja, de cana, de milho e de capim.

Mais de 70 por cento das empresas estatais foram desnacionalizadas. Assim o Brasil perdeu a Petrobras, a Vale do Rio Mais do Doce, a maior mineradora do mundo.

Os novos alvos da pirataria são os portos, os aeroportos e os Coliseus da Copa do Mundo.

Malfadado imposto terreno de marinha

O deputado José Chaves está prestes a festejar, com o povo, o fim da cobrança, pelo Ministério do Planejamento, do extorsivo imposto terreno de marinha, que faz aumentar o preço do alguel de moradia dos sem teto da classe média.

 

“A decisão da Corte Maior da Justiça Brasileira dá esperança para mais de 10 milhões de famílias em todo o Brasil. A esperança é de que o Governo Federal inicie o processo de extinção da taxa dos terrenos de marinha”, afirmou José Chaves.

 

Disse mais o parlamentar pernambucano: “Não existe nada mais anacrônico do que a cobrança de foro, taxa de ocupação e laudêmio”.

O imposto terreno de marinha era cobrado pelo rei de Portugal.

Coisa do Brasil Colônia.

 

Piratas atacam Brasília

Tem alguma coisa de podre por trás desta manchete.
A imprensa faz propaganda marrom ou chantagem,
quando sopra um balão de ensaio.

Invasões de hackers no país das urnas eletrônicas?

Por que os piratas cibernéticos não atacam os sorteios eletrônicos dos prêmios ocultos da Caixa Econômica? É muito mais negócio.

Que procuram os hackers no Palácio do Planalto?
A lista do segredo eterno?

A cotação do dólar paralelo é coisa do Banco Central.

Descobrir o nome do governador geral das ilhas do Brasil, para pedir uma concessão?
Sobram ilhas cobiçadas pela beleza. Outras mil por outras riquezas.

CEARÁ GOVERNADO POR LADRÕES

– No Ceará tem polícia?
– Tem. Para prender ladrão pobre.

– No Ceará tem justiça?
– Tem justiça PPV.

– No Ceará tem algum santo?
– No Ceará não tem disso não!


P.S.: Oitenta prefeitos ladrões não é mais uma quadrilha de São João. É uma multidão.

Ilhas fantasmas

QUE FAÇA O MAPA DAS ILHAS DO BRASIL

Ilhas oceânicas, sob leis internacionais. Isto é, livre das leis brasileiras.
Ilhas marítimas.
Ilhas fluviais.

Capitanias doadas pelo governador geral das ilhas do Brasil. Cargo enriquecedor, ocupado por um donatário encoberto pelo segredo eterno. Ninguém sabe o nome desse felizardo senhor dos oceanos e mares e rios. Talvez a presidente Dilma Rousseff saiba quem é. Talvez.

Pergunta para o ministro Aloizio Mercadante quantas ilhas o Brasil tem. Garanto, nem isso ele sabe.

His Brasil

Ilhas afastadas do povo, doadas para banqueiros, seguradoras, empreiteiros, autoridades de ficha suja, e amigos do rei.
Ilhas que depois são vendidas por bilhões de dólares.

Isso é corrupção. Da braba!
Isso é traição da Pátria! Ilhas que viram ancoradouro e coito de corsários e piratas de várias e estranjas bandeiras.

Nestas ilhas têm aeroportos.
Têm portos. Palácios encantados. Luxuosos condomínios fechados.

Têm cassinos. Hotéis de luxo.

Têm prostituição & contrabando.
Tráfico. Todo tipo de tráfico.